Retribuição

RinpocheOutdoor

Eu morei três anos perto do Rinpoche e, por muito tempo, pela sua sabedoria, o Rinpoche me manteve quieto. Ele não me deixava fazer nenhuma pergunta e era sempre irado comigo. Certo dia, ele convidou todas as pessoas que moravam no Khadro Ling para falar com ele. Depois de conversar comigo por um tempo, ele perguntou se eu tinha alguma pergunta. Eu fiz uma pergunta e ele me deu a resposta mais bonita que já recebi.

Naquela noite, voltei para o meu quarto, sentei e meditei de acordo com as suas instruções. Foi como ter o sol brilhando onde antes ele só tinha se posto. Naquela noite, eu realmente chorei não porque me senti triste, mas porque eu percebi que nada poderia retribuir a sua bondade. Nenhuma palavra poderia expressar a bondade que ele mostrou não somente naquele momento, mas em todos os momentos que eu vivi com ele.

[Contada por Sérgio Senna]